Como e por que o asfalto chega quente nas obras de pavimentação?

Quando há obras de recuperação de asfalto em algum bairro, os moradores testemunham mais do que trabalhadores em ação para melhorar, mas uma verdadeira engenharia logística desde a saída do asfalto da pedreira até a obra, tudo, rápido o suficiente para não atrasar a obra.

As empresas que atuam com pavimentação precisam trabalhar com fornecedores que possam garantir a rapidez de entrega do asfalto, como explica Dhyan de Amorim, Gestor da unidade de produção da De Amorim Mineradora:

“A temperatura do asfalto é fundamental para a qualidade da pavimentação. Quando o asfalto está muito quente, pode se tornar muito fluido e escorregadio, dificultando a execução do trabalho e até criando risco de acidentes. Quando está muito frio, pode se tornar muito duro e difícil de compactar, criando imperfeições na superfície. Essa temperatura deve girar em torno de 170 °C”.

Logística constante faz a diferença
Toda a cadeia depende de timming perfeito entre o material que sai da mineradora até a obra e há muitas variações como estações do ano, a temperatura diária e até mesmo a hora:

“Existe um estudo diário que leva em conta todas as variantes. No verão, por exemplo, o asfalto pode ficar muito quente, enquanto no inverno pode esfriar mais rápido desde o momento que sai da origem.  A hora do dia também interfere, pois o asfalto tende a ficar mais quente durante o dia e mais frio quando anoitece”.

Quanto a temperatura está controlada é possível garantir a qualidade. A partir deste ponto, os caminhões devem estar devidamente preparados para receber o material aquecido e assegurar a temperatura em toda trajetória.

Geralmente, o carregamento começa muito cedo, quando o clima está mais fresco, e os veículos partem com temperatura controlada e certificada por análise de laboratório:

“Estes veículos usam lonas especiais para manter a temperatura. É essencial para os trabalhadores receberem o material na temperatura correta, por isso, o desafio de levar asfalto até as obras muda todos os dias” completa.

Veja também

13 de março de 2024
Condomínios e loteamentos asfaltados são valorizados e incorporadoras percebem o movimento
11 de março de 2024
2024 é um bom momento para investir em terrenos e imóveis em Curitiba
8 de março de 2024
PPR inédito, homenagens, emoção e alegria: como foi a noite histórica do Grupo De Amorim