Asfalto novo ou o chamado remendo? Especialista fala das opções

Rachaduras, buracos, prejuízos, pouca coisa irrita mais um motorista que estrada em má conservação. Agora, qual é o tipo de “conserto” o asfalto precisa? Pode ser apenas um trecho curto, uma parte mais longa ou, em alguns casos, rodovias completas, o que vai determinar qual obra é necessária está justamente na finalidade da intervenção e no tamanho do trecho que precisa ser reparado.

O gestor da unidade de negócio da Construtora De Amorim, Bernardo Oliveira, diz que antes de optar por trocar toda a camada de asfalto ou utilizar a fresagem, uma técnica de desbaste da camada asfáltica utilizada na restauração e reabilitação de pavimentos, é preciso entender qual é o problema.

A estrutura precisa desta análise para identificar quais são os problemas reais da camada de asfalto como fendas, trincas, casos de afundamentos, ondulações na pista, buracos e até mesmo desgastes pela ação do tempo:

“É importante saber a origem, uma vez que essas deformações do material podem ser prejudiciais para a manutenção das tensões das camadas superiores, que podem não suportar e precisar ser inteiramente trocadas”, explica o gestor da unidade de negócio da Construtora De Amorim.

Desgaste pode afetar apenas um trecho
O especialista lembra que infiltrações causadas por agentes químicos, quando há exposição prolongada com diesel, por exemplo, podem aprofundar dilatações e retrações térmicas, causando estragos na pista. Somando isso com técnica de construção inadequada ou falta de manutenção, um trecho que poderia ser reparado com remendo contínuo pode precisar ser trocado inteiramente.

Muitas situações em que apenas uma parte, até 100 metros, por exemplo, esteja precisando deste trabalho de fresagem do pavimento, que é menos agressivo:

“É uma maneira de garantir o greide original da pista com execução de remendos sem desnível nas emendas, o que facilita a correção ou, dependendo do projeto, a alteração da inclinação da pista com relação aos dispositivos criados para drenagem da pista superior.”

Bernardo lembra ainda que este trabalho, quando aplicado em trechos menores, evita a propagação de defeitos e adia o processo de degradação destas partes afetadas. Quando bem realizado, com estudo e materiais de boa qualidade, os remendos mantêm a vida útil da estrada:

“Caso contrário, o desgaste da pista sem manutenção vai exigir a construção de um novo revestimento, desta vez abrangendo todas as camadas asfálticas”finaliza.

Veja também

Fresadora para pavimentação asfáltica pode ser alugada!
12 de junho de 2024
Alugar fresadora elimina gastos desnecessários entre obras
4 de junho de 2024
Asfalto borracha retira pneus velhos que são focos da Dengue
29 de maio de 2024
Grupo De Amorim faz arrecadação e envia caminhão com doações para o Rio Grande do Sul